Domingo, 29 de Agosto de 2004

País de totós

Portugal dá novamente a imagem internacional de país de totós. Fechado sobre si mesmo, orgulhosamente só... frase tão querida do nosso Oliveira... Portas.

Este excelso Ministro dos Assuntos do Mar decidiu ontem, como se fosse dono desta merda toda, que o barco da associação Women on Waves deveria ser proíbido de atracar em Portugal.

É bonito de se ver que, um país onde diariamente "atracam" lanchas rápidas carregadas de coca, cavalo e haxixe, consegue interditar um perigosíssimo navio a bordo do qual as mulheres são donas do seu próprio corpo... porque isso sim, é perigoso para a Saúde Pública! As toneladas de droga que entram todos os dias do país são saudabilíssimas.

Evidentemente, a ideia por trás deste navio é um bocado palhaça... enfim, é para agitar as massas, causar controvérsia e eventualmente gerar debate nos países pré-históricos como o nosso. Cabe aos governantes dos países não interferir na actuação daquela organização Holandesa e depois aceitar e participar no eventual debate sobre o assunto.

Mas os totós que governam o nosso país preferem fazer como a avestruz e enfiar a cabeça na areia. Tapar os ouvidos e cantar alto, fechar os olhos e esperar que quando os abrirem já lá não esteja o papão.

No fundo, aquilo que mais me entristece é que a Helena Sacadura Cabral não tenha feito um aborto logo às duas semanas!
publicado por pedrocs às 11:53
link | favorito
De Anónimo a 30 de Agosto de 2004
Não entendo é porque quando te referes à heroína tratas-a por calão, e ás outras dás o nome comum ?
miserables_24601
</a>
(mailto:miserables_24601@iol.pt)
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.