Sexta-feira, 14 de Setembro de 2007

O mártir da época

Eu nunca tenho problemas quando as coisas correm mal. Não preciso de mudar de opinião, porque já odeio toda a gente.
E o mesmo se passa com esse passarão do Scolari que sempre teve cara de rufia e que finalmente lá mostrou a sua face.
Se diz que se Portugal não for ao Euro, todo o país perde, então como justifica aquele sopapo à menina que assentou no Sérvio?
Quer ser ele, sozinho, a prejudicar "todo o país"?
De qualquer maneira nada disso me interessa, o que eu não suporto mesmo é que o melhor treinador do mundo seja português - chama-se Mourinho - e que nós tenhamos que levar com um brazuca acabado como seleccionador.
O que fez o Scolari pela selecção que realmente conte? Nada. Nem a porra do europeu organizado em casa, ele foi capaz de ganhar. A única coisa que parece interessar-lhe é ajudar conterrâneos a obter passaportes portugueses para poderem jogar na nossa selecção, já que na do país de origem deles, ninguém os quer.
Não se iludam: eu também odeio o Mourinho, mas ele é o único que faz sentido ter à frente da Selecção neste momento.
E mais: o futebol internacional entre nações não devia permitir treinadores estrangeiros. Se todos os jogadores têm que ter nacionalidade da selecção que representam, porque é que os treinadores podem ser estrangeiros? Não faz sentido.
Defendo que todos os jogadores e treinadores tenham que ser nascidos no país que representam e acabou!
Odeio esta palhaçada toda.
sinto-me: Esfomeado
publicado por pedrocs às 10:33
link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006

Selecção de restos

Deco é um grande jogador - odeio-o, mas o gajo joga bem. Mas mais do que isso, Deco foi uma precedência perigosíssima: um sinal de que a selecção nacional era um excelente "balde dos restos", para a selecção brasileira.
A máxima passou a ser: cara, não tem lugar no escrete? Não tem problema não! Vem ser português e jogar na selecção dos tugas!
Nos jornais de ontem já vinha anunciado que Pepe terá a nacionalização pronta no ano que vem e que Scolari pretende chamá-lo rapidamente à selecção.
Não só há por aí centenas de jogadores de futebol portugueses que nunca vestirão a camisola da selecção e que devem ficar um bocado aborrecidos, como há por aí centenas de imigrantes brasileiros que se perguntam a que guichet se dirigem os jogadores de futebol para obterem nacionalidade tão depressa.
Se ter um seleccionador estrangeiro já é mau - acho que se é a selecção nacional, porra, que seja nacional - ter um jogador brasileiro é ainda pior... e a partir dos dois, acho que a coisa devia deixar de se chamar "selecção nacional" e passar a chamar-se "selecção colonial".
Odeio a selecção colonial!
sinto-me: Enjoado das tripas
música: Silêncio odioso
publicado por pedrocs às 12:53
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O mártir da época

. Selecção de restos

.arquivos

. Novembro 2009

. Maio 2008

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds