Segunda-feira, 13 de Setembro de 2004

Mais uma coisa que odeio

Odeio aqueles gajos que descem a escada da estação de metro e ficam logo ali na plataforma.

Têm 200 metros de plataforma, mas ficam logo ali, no princípio, mesmo a jeito para bloquear a escada.

Apetecia-me, pelo menos uma vez por dia, logo de manhã, empurrar um desses gajos para a linha. Era assim como que uma ginástica matinal, porque empurrar um gajo para a linha do metro é uma espécie de exercício físico. Especialmente se ele se debater.

E todos precisamos de um pouco de exercício!
publicado por pedrocs às 10:33
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Anónimo a 15 de Setembro de 2004 às 20:11
ca para mim os piores sao aqueles autenticos cabroes e putas que vêm uma fila para o autocarro e mesmo assim mantêm-se à parte. Depois quando o autocarro chega, dizem que não sabiam que a fila existia. Mas que merda é esta?? Será que pensam que um gajo gosta de estar aqui feito parvo a fazer uma fila??? Esses e essas merdas deviam ser fuzilados logo ali atados ao poste da carris.ODEIO-TE CARALHO
</a>
(mailto:faiazzz@hotmail.com)
De Anónimo a 15 de Setembro de 2004 às 07:54
Nas escadas rolantes um gajo deve encostar-se à direita se não pretende subir e deixar a esquerda aberta para quem sobe. // Mas isso é na civilização. Em Londres pode ler-se nas escadas rolantes do tube instruções para isto mesmo.macacoraivoso
(http://odio.blogs.sapo.pt)
(mailto:macacoraivoso@sapo.pt)
De Anónimo a 14 de Setembro de 2004 às 18:06
Eu detesto esses gajos mas se fossem uma boa razão para me livrar deles deixá-los. E se me permitem inventar algumas formas de tortura para nos livrarmos deles eu volto daqui a umas horas com novas ideias :-)
Entretanto, por falar em escadas lembro-me de escadas rolantes. E quando tou com pressa detesto ver tanta gentinha a ocupar as escadas e não deixar passar. Detesto etiqueta (bbrrrr) mas essa gentinha que encoste o cú a um dos lados e me deixe passar pá! Grrrr!

http://ditocujo.weblog.com.pt/Dito Cujo
(http://ditocujo.weblog.com.pt/)
(mailto:ditocujo@gmail.com)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2004 às 21:40
Voltei. Depois de começar é muito dificil parar...Descompensado
(http://oilegal.blogspot.com)
(mailto:jovem_descompensado@hotmail.com)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2004 às 16:12
Ok. Vai Descompensado... vai descompensar um bocado.macacoraivoso
(http://odio.blogs.sapo.pt)
(mailto:macacoraivoso@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2004 às 15:40
Era, era muito giro...
vou sair um bocado.... Se saírem durante a próxima hora levem uma T-Shirt a dizer: "Descompensado, não me empurres faxavor".descompensado
(http://oilegal.blogspot.com)
(mailto:jovem_descompensado@hotmail.com)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2004 às 12:46
Eu acho que o sacrifício humano é subestimado na nossa sociedade. Atirar um gajo ao metro todos os dias, lançar um tipo da ponte todos os dias, empurrar um gajo para o meio da autoestrada diariamente... Era ou não era giro? // Divertido. E geria-se a sobrepopulação.macacoraivoso
(http://odio.blogs.sapo.pt)
(mailto:macacoraivoso@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2004 às 11:47
é isso e aquelas pessoas que quando entram no metro, ficam à porta da carruagem, mesmo que haja mais espaço livre nos corredores. Ninguem consegue entrar, pois estão 50 pessoas à porta de cada carruagem, todos juntinhos.zumzum
</a>
(mailto:zum_zum@clix.pt)
De Anónimo a 13 de Setembro de 2004 às 11:41
Ora aí está mais um ódio com que me identifico a 100%. Não que ande de metro, por obrigações profissionais ando sempre de carro. (Não, não sou taxista).
Mas gostava de chegar ao meu local de trabalho, estacionar, e em vez de entrar para o escritório ir até ao metro e escolher um desses gajos para atirar, impunemente, claro.
Deve ser uma descompressão incomparável.Descompensado
(http://oilegal.blogspot.com)
(mailto:jovem_descompensado@hotmail.com)

Comentar post